Empresa | Produtos | Portfólio | Legislação | Contactos


Mesmo em pleno Inverno, o ar contém calorias. Para que o ar não contivesse nenhum calor, tinha que se encontrar a uma temperatura de zero absoluto (-273,15 ºC). Em teoria, isto significa que se podem extrair calorias até esse limite extremo. Nas nossas condições climáticas, as temperaturas exteriores raramente se encontram abaixo de -10 ºC. Por isso, temos à nossa disposição calorias "gratuitas" inclusivé nos Invernos mais rigorosos.
Com a aerotermia pode-se captar esta energia gratuita e utilizá-la para aquecer qualquer tipo de habitação. Para isto, utiliza-se um sistema de transferência composto por dois elementos: uma unidade exterior que capta as calorias, e uma unidade interior que as transfere para o circuito de água de aquecimento central. Estas calorias são transportadas por um fluído refrigerante, impulsionado pelo compressor, que circula entre as duas unidades.
A importância da utilização desta tecnologia em Portugal é incomparável  pela economia conseguida devido às suas condições climatológicas favoráveis e pelo seu interesse ecológico.